‘Esquenta do impeachment’ domingo deve minguar, diz Gualberto; PT faz mobilização dia 16


Os grupos contrários à presidente Dilma Rousseff (PT) parecem encarar um possível impeachment da petista como festa. Um “esquenta” foi marcado para a manhã do próximo domingo (13), no Farol da Barra, mas tem parlamentar favorável ao impedimento que não acredita muito nessa mobilização. “Acho que, pela época, a mobilização não vai render público. Acho que foi precipitada por quem mobilizou. Acredito que dezembro, mês de festa, confraternização é mês ruim”, disse o deputado federal e presidente estadual do PSDB, João Gualberto. O tucano explicou que nos meses de dezembro e janeiro “as pessoas programam viagem, confraternização, não têm cabeça pra isso”, sugerindo que o sofrimento em 2015 precisa ser compensado na alta estação. Do lado oposto está o Partido dos Trabalhadores, que já planeja uma reação. No próximo dia 16 de dezembro, centrais sindicais, organizações femininas e da juventude, movimentos sociais e intelectuais devem caminhar “em defesa da democracia” nas ruas do centro antigo de Salvador. De acordo com Everaldo Anunciação, presidente estadual do PT, a caminhada deve sair do Campo Grande, seguir pela Piedade e terminar na Praça Castro Alves. O movimento também está previsto para acontecer em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. “A gente não pode negar que há chateação da população com a questão da economia, aumento de preço da energia e do combustível, preocupação com desemprego, inflação, ninguém pode negar. Mas o povo brasileiro é resistente a golpe”, observou. 
BAHIA NOTÍCIAS

Powered by WPeMatico

Leia Tambem

Defensores questionam constitucionalidade de proje... Um dos projetos encaminhados pelo Executivo estadual à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o Projeto de Lei Complementar (PLC) 123/2015,...
CNJ investiga Eserval por absolvição, em tempo rec... O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Eserval Rocha será investigado pelo Conselho Nacional de Justi&cce...
‘Ida’ de Muniz para o PV o afastou da oposição e r... A ida do vereador Carlos Muniz (PTN) para o PV foi "brincadeira" (veja aqui e aqui), mas, dias depois, as consequências começam a apare...

Você pode gostar...